Você é um cidadão global. Seus investimentos também devem ser!

Compartilhe com seus amigos:

Você é um cidadão global. Seus investimentos também devem ser!

O mundo está cada vez mais conectado — tanto por meio dos avanços tecnológicos quanto pelas relações comerciais e financeiras. E isso não interessa apenas a Governos ou grandes empresas. Você, como investidor, também deve conhecer os investimentos com foco global.

Afinal, o contato com outros mercados já faz parte do seu dia a dia direta ou indiretamente. Então faz sentido incorporar essa característica à sua carteira de investimentos, em busca de resultados melhores para a estratégia no longo prazo.

Para entender melhor como isso acontece, veja a necessidade de ter investimentos com foco global e saiba como eles podem ajudá-lo!

O impacto do uso de produtos importados

Antes mesmo de pensar nos investimentos com foco global, é interessante perceber que o mercado internacional já faz parte da sua vida. Isso ocorre devido ao consumo direto ou indireto de produtos e insumos importados. 

Quer ver? Um grande exemplo envolve os componentes da indústria automobilística. Afinal, boa parte das peças e dos acessórios utilizados em carros vem de outros países para abastecer as fábricas do Brasil.

Também há um alto volume de importação de combustíveis, de motores e até de fertilizantes. Então, da compra de um carro ou combustível até a comida que segue para o seu prato, são muitas as influências da importação de produtos finalizados ou insumos na sua vida.

Além disso, existe o consumo internacional direto, mediante importação. É o que acontece quando você compra um celular importado ou até mesmo contrato um streaming de outro país. Ainda que a compra seja em reais, ela está exposta ao cenário internacional.

Esse comportamento dá origem ao que é conhecido como dolarização do consumo. Nesse caso, diversos produtos e seus preços são afetados direta ou indiretamente pelo dólar. Isso interfere nos preços finais e, consequentemente, no seu poder de consumo.

O cenário esperado para o dólar

Como você viu, uma grande parte do consumo cotidiano está dolarizado, ainda que parcialmente. Logo, é especialmente importante ter atenção com as perspectivas para o dólar — que, em 2021, passou pela quinta valorização consecutiva em relação ao real.

Para conhecer as projeções, é possível usar o Boletim Focus, elaborado pelo Banco Central (Bacen). Na edição publicada em 14 de março de 2022, a expectativa do mercado era que o dólar fechasse o ano a R$ 5,30. Para 2023, os dados apontam uma queda para R$ 5,21.

Porém, diversas situações do mercado interno e externo podem afetar essas projeções e fazer o dólar voltar a subir, por exemplo. Logo, é preciso pensar em uma estratégia defensiva para o seu patrimônio e para a sua capacidade de consumo.

A adoção de investimentos com foco global

Considerando a necessidade de se proteger dos impactos cambiais, vale a pena pensar na realização de investimentos com foco internacional. Afinal, em um mundo globalizado, aproveitar oportunidades de exposição ao cenário externo pode ajudá-lo a equilibrar sua carteira. 

Como a internacionalização já está presente no seu cotidiano, é possível estendê-lo para a realização de aportes financeiros. Para fazer investimentos com foco global, você tem diversas alternativas, mas uma das mais interessantes envolve investir em um ETF.

O exchange traded fund ou fundo de índice é um veículo financeiro coletivo que visa replicar a carteira teórica de um indicador financeiro. Para investir nele, você deve adquirir cotas de participação e os recursos são movimentados por uma gestão profissional.

Com o ETF, é possível se expor a diferentes ambientes internacionais, como o mercado americano, a Europa e outras regiões do mundo. Desse modo, você pode diversificar o risco-Brasil e aproveitar oportunidades em países variados.

Os benefícios dos ETFs com exposição cambial

Agora você sabe que o ETF pode ser uma forma de investir no exterior. Para entender como a abordagem pode impactar positivamente sua performance, veja os benefícios de contar com ETFs com rendimento em moedas como o dólar!

Defesa diante das oscilações da economia brasileira

Um dos pontos mais importantes dos investimentos em ETF com foco global é a proteção que sua carteira passa a ter em relação ao mercado interno. Afinal, quando você faz o investimento apenas no Brasil os riscos de sofrer efeitos das condições internas são maiores.

Assim, uma crise política ou econômica no Brasil provavelmente fará com que seus ativos sofram grandes quedas. Ao mesmo tempo, a instabilidade do cenário pode fortalecer o dólar e desvalorizar o real. 

Considerando que uma parte do seu consumo é dolarizado, você tende a ser afetado negativamente por esse movimento. Mas, com o investimento em ETF com foco internacional, é possível equilibrar essa situação. Isso porque uma parte do seu patrimônio estará alocada com exposição internacional.

Ao ter ativos de outros países, especialmente se forem ligados ao dólar, você terá outras possibilidades de ganhos. Então, se a moeda americana se valorizar em relação ao real, o seu investimento no fundo de índice pode ser beneficiado.

Diversificação de carteira

Outro ponto importante do ETF com exposição global é permitir o aumento da diversificação da carteira de investimentos. Isso se dá porque os ativos do mercado externo não apresentam correlação positiva com os investimentos nacionais.

Logo, você consegue evitar a concentração de recursos apenas no mercado interno, ajudando a diluir os riscos. Caso o mercado financeiro nacional passe por um período de volatilidade e perdas, elas podem ser compensadas pelo mercado externo, por exemplo.

Praticidade de investimento

Ao mesmo tempo em que escolher um ETF com exposição internacional garante que você invista no mercado externo, não é preciso sair do Brasil para fazer os aportes. Isso acontece porque as cotas desses fundos são negociadas diretamente na bolsa de valores brasileira — em reais.

Logo, você consegue aproveitar esse tipo de investimento dolarizado de forma prática e simples. Afinal, não é necessário abrir conta em uma corretora de valores do exterior e nem converter o câmbio para investir no fundo.

Neste artigo, você conferiu que a exposição ao mercado global está presente no seu consumo e também pode estar nos investimentos. Por meio dos ETFs, há como realizar os aportes e obter benefícios no longo prazo — então vale a pena considerar essa modalidade de investimento para compor seu portfólio.

Gostou desse artigo? Para começar a investir em fundos de índice, conheça nossos ETFs da Investo!

Deixe um comentário aqui =D