REITs: o que são e como diversificar o portfólio com essa modalidade que gera renda estável?

Compartilhe com seus amigos:

REITs: o que são e como diversificar o portfólio com essa modalidade que gera renda estável?

O investimento em imóveis não precisa se limitar ao ambiente brasileiro. As bolsas de valores norte-americanas, por exemplo, também trazem oportunidades que podem ser úteis no seu portfólio. Para conhecer essas alternativas, vale a pena saber o que são REITs.

Além disso, é interessante entender quando vale a pena fazer o investimento e qual pode ser a melhor alternativa para o seu caso. Assim, você pode contar com esses ativos na sua carteira de maneira mais conveniente.

A seguir, descubra o que são os REITs e veja como diversificar sua estratégia de alocação com eles!

O que são REITs e como funcionam?

Sigla para Real Estate Investment Trust, o REIT é um tipo de investimento que é especialmente popular nos Estados Unidos. Ele é voltado para o segmento de imóveis, sendo um tipo de investimento de renda variável.

Na prática, os REITs funcionam como empresas relacionadas ao investimento imobiliário. Para ser classificada dessa forma, é obrigatório que a maior parte dos ganhos da companhia seja originada no setor imobiliário.

Por conta do foco nesse segmento, os REITs são semelhantes aos fundos de investimento imobiliário (FIIs) do Brasil. A diferença é que o investimento em FIIs é coletivo e conta com um gestor para realizar os aportes. Já os REITs funcionam como empresas individuais.

Quais são as principais características dos REITs?

Além de entender o conceito geral dos REITs americanos, é importante saber quais são as principais características que eles apresentam. Assim, você poderá decidir se essa modalidade de investimento faz sentido para a sua estratégia.

Um dos aspectos para considerar é a classificação do REIT de acordo com o tipo de investimento que realiza. São três os tipos principais:

  • mortgage reit: é composto principalmente por títulos de dívida imobiliárias, como hipotecas e financiamentos;
  • equity reit: é baseado no investimento em imóveis físicos, que podem ser de uso residencial ou comercial;
  • hybrid reit: é uma fusão das duas estratégias anteriores, com investimentos em certificados e em imóveis físicos.

Para identificar o tipo de REIT, é importante conferir as informações de cada investimento antes de realizar o aporte. Assim, você pode analisar as alternativas e ver se a escolha faz sentido para as suas características como investidor.

Além do tipo, outra informação relevante sobre o funcionamento do REIT é sua forma de rendimento. Os ganhos podem acontecer de duas formas principais. Uma é com a valorização do preço dos REITs. 

Caso os ativos que a empresa tem se valorizem, os REITs podem ser negociados na bolsa por preços maiores. Assim, a venda por um preço maior que o de compra permite apurar lucro. Ademais, existe a possibilidade de ter resultados positivos sem se desfazer do investimento. 

Isso acontece porque os REITs são obrigados a distribuir, no mínimo, 90% dos seus lucros na forma de dividendos. Portanto, você pode ter rentabilidade tanto com o aumento da procura pelo REIT quanto pelos dividendos distribuídos.

Quais as vantagens de ter esses investimentos na carteira?

Além de saber o que são e como funcionam os REITs, é válido entender os benefícios que eles podem apresentar. Confira!

Acessibilidade ao mercado de imóveis

O primeiro aspecto benéfico é a possibilidade de se expor ao mercado imobiliário de uma forma prática e acessível. Em vez de dispor de todo o dinheiro para comprar uma propriedade, por exemplo, você pode participar do setor de imóveis com aportes menores.

Além disso, tende a ser mais fácil ter REITs na carteira do que lidar com a burocracia dos imóveis físicos. Desse modo, você consegue se beneficiar do desempenho do mercado sem precisar realizar aportes muito altos ou lidar com muitas obrigações.

Composição de renda passiva

Outro ponto positivo dos REITs está relacionado ao potencial de alcançar renda passiva. Como você viu, esses investimentos distribuem dividendos. Essa característica promove renda passiva para os investidores — podendo trazer bons resultados no médio e longo prazo.

Diversificação da carteira

Ao investir em REITs, também é possível diversificar a carteira com mais eficiência. Isso acontece, primeiramente, porque você pode expor parte do patrimônio ao mercado americano. Então é possível diminuir a dependência em relação à economia brasileira, diluindo riscos. 

Outro fator para a diversificação é a exposição cambial. Ao investir em REITs, você deixa parte da sua carteira dolarizada, o que pode ajudar a se proteger da desvalorização do real e até a aproveitar os movimentos do câmbio internacional.

Diluição dos riscos

Como os REITs ajudam a tornar a carteira mais diversa, eles podem ser úteis para reduzir os riscos gerais da sua estratégia. Ao evitar a concentração de recursos apenas no mercado interno, os movimentos na economia brasileira tendem a causar menos impactos no seu portfólio.

Como investir em REITs?

Caso você tenha interesse em investir em REITs, é importante avaliar se ele combina com seu perfil de investidor e seus objetivos. Apenas depois de decidir que o investimento no setor imobiliário faz sentido para a sua realidade é hora de aprender como investir na prática.

Em caso afirmativo, saiba que é possível acessar REITs sem sair do Brasil. Embora eles sejam negociados nas bolsas dos Estados Unidos, não é preciso abrir conta internacional. Você pode aproveitar oportunidades diretamente da B3, a bolsa de valores brasileira.

Uma das alternativas é o exchange traded fund (ETF) ou fundo de índice. Esse é um veículo que replica a carteira teórica de um índice do mercado — que pode estar ligado a REITs. Dessa forma, você pode se expor internacionalmente de maneira prática.

No caso da bolsa de valores brasileira, existe o ALUG11, um dos nossos fundos da Investo. Esse veículo replica o Vanguard Real Estate (VNQ), permitindo o acesso a um portfólio com mais de 170 empresas ligadas ao segmento de imóveis.

Agora você sabe o que são REITs e como eles podem favorecer sua carteira. Caso esses investimentos sejam adequados para os seus objetivos e para a sua tolerância ao risco, considere se expor a eles pelo mercado brasileiro por meio de ETFs.

Conseguiu entender o que são os REITs? Se quiser ajuda para investir nesse e em outros mercados, conheça nossos ETFs da Investo!

Deixe um comentário aqui =D