7 Motivos para começar a investir em ETF

Compartilhe com seus amigos:

7 Motivos para começar a investir em ETF

Em 2021, investir em fundo de índices (ETFs) se tornou mais popular no Brasil. De acordo com a Economatica, o volume de negociações diárias passou de R$ 216 milhões, no quatro trimestre de 2016, para mais de R$ 2 bilhões diários no mesmo período de 2021.

Para 2022, é possível esperar um fortalecimento desse mercado — e a oportunidade pode ser interessante para a sua carteira. Então é válido entender quais podem ser os aspectos positivos desse investimento, de modo que você possa tomar decisões mais alinhadas.

Neste artigo, você conhecerá 7 motivos que mostram por que vale a pena investir em ETF para quem tem perfil e objetivos alinhados ao veículo de investimento. Confira! 

Como funciona o investimento em ETF?

Antes de compreender os benefícios atrelados, você deve saber que o ETF é um fundo de investimento negociado na forma de cotas de participação. Os recursos são movimentados por um gestor profissional — o que ocorre de modo passivo.

A ideia da gestão passiva em um ETF é replicar a carteira teórica de um indicador de referência. Assim, o resultado do fundo, antes de taxas e impostos, é equivalente ao desempenho do índice de mercado utilizado.

7 Razões para começar a investir em ETFs em 2022

Como você viu, decidir investir em ETFs pode ser uma boa alternativa para 2022. Mas é preciso considerar seu perfil de investidor e seus objetivos financeiros. De modo geral, o fundo é mais adequado para quem tem tolerância ao risco e objetivos de médio e longo prazo.

Se você estiver alinhado com essa modalidade financeira, pode aproveitar as vantagens que a opção tem a oferecer. Na sequência, descubra 7 motivos que demonstram por que vale a pena fazer o investimento em ETFs!

1. Crescimento de ETFs disponíveis na B3

Até o final de 2020, a B3 — a bolsa de valores brasileira — tinha cerca de 30 ETFs listados. Em 2021, esse número passou por um aumento significativo e o ano foi finalizado com mais de 60 fundos de índice em negociação.

A expectativa para 2022 é que novas oportunidades fiquem disponíveis. Portanto, existe a chance de aproveitar tanto as possibilidades já existentes como os lançamentos que, provavelmente, chegarão. Assim, você poderá investir no que fizer mais sentido para a sua estratégia.

2. Praticidade para investir

Outra razão para investir em ETFs é a praticidade, o que ocorre porque as operações são realizadas por uma gestão profissional. Portanto, não é preciso conferir cada um dos ativos para realizar a alocação.

Desse modo, o ETF pode ser interessante tanto para investidores iniciantes quanto para quem tem experiência, mas não deseja dedicar tanto tempo na análise e alocação de ativos.

3. Mais acessibilidade

Outro ponto importante do investimento em ETF é a acessibilidade que ele oferece. Afinal, investir em cada um dos ativos individualmente tem custos consideravelmente maiores que a aquisição de uma cota.

Desse modo, você consegue se expor a uma carteira completa por um custo menor. Assim, mesmo quem possui uma quantia disponível menor para os aportes pode aproveitar a alternativa. 

4. Taxa de administração menor

Por funcionar com base em uma gestão passiva, os custos de um ETF tendem a ser menores. A taxa de administração, por exemplo, normalmente é menor que em fundos com gestão ativa.

Isso pode ser importante para reduzir os impactos na rentabilidade obtida. Com custos menores, a performance do seu portfólio pode ser ampliada.

5. Liquidez

A liquidez representa a facilidade de converter o investimento em dinheiro. Nos ETFs, ela é favorecida pela negociação ocorrer na bolsa de valores. Desse modo, você não encontrará dificuldades se precisar se desfazer do investimento, pois pode vendê-lo no pregão.

Como você viu, o interesse nos ETFs vem aumentando, o que também tem ampliado o volume de negociações diárias. Logo, essa é uma característica que potencializa a liquidez, pois aumenta as chances de você encontrar um comprador interessado nas cotas, caso queira vendê-las.

Nesse sentido, ETFs são diferentes dos certificados de depósitos de valores mobiliários (BDRs), por exemplo. Os BDRs de ETFs são produtos relativamente novos e que ainda têm baixos volumes de negociação, o que diminui a liquidez.

6. Exposição internacional

A grande variedade de ETFs disponíveis na B3 permite que, entre outras alternativas, você invista em mercados externos. É o que acontece com os fundos que replicam índices internacionais, sendo baseados em ativos de outros mercados.

Com o USTK11, por exemplo, você investe nas principais empresas de tecnologia dos Estados Unidos. Já o ALUG11 permite que você se exponha a empresas do segmento imobiliário, que são conhecidas como Real Estate Investment Trusts (REITs).

O WRLD11 é composto por ativos de todo o mundo, considerando as economias globais. Por outro lado, com o JOGO11, você se expõe aos principais empreendimentos globais relacionados ao segmento de games.

Portanto, você pode dolarizar parte da sua carteira com fundos de índice brasileiros, além de se expor aos resultados de empresas que não estão disponíveis no mercado nacional.

7. Diversificação da carteira de investimentos

O investimento em ETFs, de modo geral, ajuda a diversificar o seu portfólio. Afinal, com a compra de cotas, é possível se expor a múltiplos ativos simultaneamente. Então você evita a concentração financeira.

A exposição internacional também ajuda a obter uma carteira de investimentos diversificada. Desse modo, seus recursos não dependem apenas do desempenho do mercado nacional. Como consequência, há uma diluição dos riscos e mesmo uma potencialização da performance.

Quais são os ETFs disponíveis na B3?

A B3 — ambiente no qual estão as cotas dos fundos de índice — conta com diferentes alternativas para investir em ETFs. É possível encontrar fundos focados na renda fixa e na renda variável, além de opções setoriais, temáticas e voltadas para o mercado internacional.

A seguir, veja qual era a lista de ETFs disponíveis no final de 2021:

ACWI11

BOVV11

ESGE11

IB5M11

PIBB11

TECK11

ALUG11

BOVX11

ESGU11

IBOB11

QBTC11

TRIG11

ASIA11

BRAX11

ETHE11

IMAB11

QETH11

USTK11

B5MB11

BTEK11

EURP11

IMBB11

REVE11

WRLD11

B5P211

CMDB11

FIND11

IRFM11

SHOT11

XBOV11

BBOV11

DIVO11

FIXA11

ISUS11

SMAB11

XFIX11

BBSD11

DNAI11

GENB11

IVVB11

SMAC11

XINA11

BITH11

ECOO11

GOLD11

JOGO11

SMAL11

XMAL11

BOVA11

EMEG11

GOVE11

MATB11

SPXB11

YDRO11

BOVB11

ESGB11

HASH11

MILL11

SPXI11

BOVS11

ESGD11

HTEK11

NASD11

TECB11

Agora você conhece os 7 principais motivos para começar a investir em ETFs já em 2022. Dessa forma, é possível aproveitar essa alternativa do mercado financeiro a favor dos seus objetivos. Não deixe de avaliar as alternativas e verificar se elas combinam com seu perfil e estratégia de investimento!

Está convencido sobre as vantagens dessa modalidade de investimento? Se quiser saber como investir em ETFs do exterior, conheça as oportunidades da Investo!

Deixe um comentário aqui =D