Como investir na sua aposentadoria

Compartilhe com seus amigos:

Na semana em que celebramos o Dia Internacional do Trabalho, te convidamos a uma reflexão: quando chegar a sua vez de se aposentar e você olhar para trás e, especialmente para a sua carteira, qual será o saldo que vai encontrar de toda sua dedicação ao trabalho? Se a resposta for zero ou quase nada, está mais do que na hora de pensar sério sobre isso.

No Brasil, com as novas regras das aposentadorias, a maior parte dos beneficiários passa a ganhar cerca de 60% de sua renda média mensal, quando completam 65 anos, no caso dos homens, ou 62, para as mulheres. Uma perda de receita tão alta que impacta e muito no estilo de vida, em um período que deveria ser de descanso e realizações e não de pressões para pagar as contas do mês.

A aposentadoria é um marco na vida das pessoas. É aquele período que você deve recolher os louros por tantos anos trabalhados, e passar a fazer apenas o que gosta e tem vontade, sem nenhum tipo de obrigação. Coisa boa, não é?

Se concordamos que o trabalho de uma vida toda não pode ser desperdiçado e parte desses ganhos da idade produtiva precisam render frutos no futuro, para que a vida possa ser realmente vivida e sonhos finalmente realizados, preste bastante atenção nas dicas a seguir:

Não, não vamos falar de Poupança, isso porque existem diversas modalidades de investimentos à disposição no mercado, e que podem ajudar na construção desse futuro, com opções mais rentáveis do que a velha Caderneta. Vamos às dicas!

1. Faça um bom planejamento financeiro

Colocar seus gastos em ordem, além de controlar sua renda, ajuda a economizar. Por isso, identifique, em primeiro lugar, seus ganhos e seus custos mensais. Uma planilha simples pode te ajudar nisso. Lembre-se: Se você não pode medir, também não pode gerenciar, já dizia Peter Drucker, considerado um dos maiores expoentes da Administração Moderna.

2. Invista parte dos seus recursos

O futuro da Previdência é incerto, ainda mais com o aumento da expectativa de vida e as sucessivas instabilidades da economia brasileira, agravadas ainda mais pela Pandemia. Por isso, investir desde cedo é sempre uma ótima ideia para planejar a aposentadoria. Quanto antes você começar, menor será a quantia mensal que vai ser preciso aplicar, além do retorno ser muito maior no futuro.

3. Considere investimentos de longo prazo e que sejam rentáveis

Há diversas modalidades de investimentos e investir na Bolsa de Valores, por exemplo, é um investimento de longo prazo que pode trazer consigo a possibilidade (e não a garantia) de uma rentabilidade mais expressiva. No entanto, há o risco da oscilação da lucratividade.

Uma outra opção e com mais estabilidade são os ETFs. Eles são um tipo de fundo de investimento, (com a vantagem de serem de baixo custo e negociados na bolsa de valores) que possui sua rentabilidade atrelada a índices de mercado. Os índices podem ser, por exemplo, geográficos (US, China, Europa, Ásia, etc), setoriais (setor de Energia, Tecnologia, Consumo, Bancos, etc) ou temáticos (energia limpa, carros autônomos, games, empresas ligadas ao setor espacial, cassinos, etc). Ou seja, quando você compra uma cota de ETF, seu dinheiro vai para um fundo que coleta dinheiro de outros investidores que querem estar expostos aos mesmos setores ou temas que você.

A gestão do fundo (ou seja, do próprio ETF) compra ativos (ações, títulos públicos, etc) com esse dinheiro, com o objetivo de gerar rentabilidade a seus investidores. Uma espécie de terceirização: você contrata profissionais para fazerem seu dinheiro trabalhar para você, “Ao comprar uma cota ou mais ETFs, o investidor tem ao seu dispor uma gestão profissional e transparente que irá comprar os ativos componentes daquela carteira. Isso sem falar que o ETF procura replicar índices consolidados de mercado, o que só facilita a análise de desempenho”, comenta o sócio da Investo, Cauê Mancanares.

Cauê explicou ainda que há vários tipos de ETFs negociados hoje no mercado brasileiro. Alguns deles replicam índices de renda variável, outros de renda fixa. Há ainda aqueles atrelados a índices de bolsas de outros países, o que faz com que os ETFs abram janelas para quem quer diversificar seus investimentos em nível internacional.

Quer saber mais sobre como investir com boa rentabilidade? Você não precisa analisar e escolher quais os ativos são mais rentáveis para investir na sua aposentadoria. Com os ETFs da Investo você investe nas melhores e maiores empresas do mundo e também naquelas com alto potencial de crescimentos nos próximos anos. E tudo isso de forma simples, prática e com baixo custo!

Se você gostou deste texto, compartilhe-o em suas redes sociais. E para não perder nenhum outro conteúdo publicado em nosso site, assine a nossa newsletter gratuita* com o melhor conteúdo sobre o universo financeiro! Aqui, você acessa todas as informações que precisa para se tornar um investidor (a) global.

Deixe um comentário aqui =D