Como perder o medo de investir? 5 Dicas para fazer o dinheiro render

Compartilhe com seus amigos:

Como perder o medo de investir? 5 Dicas para fazer o dinheiro render

Ao cuidar das suas finanças, uma das decisões mais importantes que você pode tomar é a de realizar investimentos financeiros. Afinal, fazer seu dinheiro render pode ajudá-lo a ter mais segurança e tranquilidade ao longo da vida.

Porém, é comum que surja o medo de começar a investir. Isso é normal, já que toda nova experiência pode trazer insegurança. Mas superá-lo é indispensável para aproveitar o que o mercado financeiro tem a oferecer — e isso pode ser feito com orientações simples.

Neste artigo, você descobrirá 5 dicas para perder o medo de investir e fazer seu dinheiro render. Confira!

Por que é importante fazer o seu dinheiro render?

Dispor dos recursos necessários para realizar seus sonhos e objetivos requer planejamento e o uso da estratégia certa. Para montar um patrimônio e vê-lo crescer, na prática, é necessário saber como fazer seu dinheiro render.

Portanto, buscar oportunidades no mercado financeiro é uma forma de se aproximar dos seus objetivos. Entre eles, podem estar questões como conquistar uma boa aposentadoria ou alcançar a independência financeira, por exemplo.

Assim, fazer o dinheiro render é garantir que ele trabalhe para você — e não o contrário. O investimento também é uma maneira de ter mais segurança quanto ao futuro. Com um patrimônio consolidado, você tem a chance de lidar melhor com imprevistos e problemas diversos.

Quais são os riscos de não investir dinheiro?

Uma das reflexões mais importantes que você pode fazer quando tem medo de investir é: não decidir também é uma decisão. Ou seja, ficar paralisado pelo receio faz com que você opte pelo caminho de não fazer nenhum tipo de investimento.

Ao contrário do que parece, você não está livre de riscos nessa opção. Na verdade, certos riscos do não investimento são muito maiores do que os riscos atrelados aos investimentos.

Quando você deixa seu dinheiro guardado em casa ou na poupança, por exemplo, está exposto ao perigo de perder poder de compra. Isso acontece pelo avanço da inflação, que faz com que o dinheiro valha menos com o passar do tempo.

Você também pode gastar o dinheiro que tinha economizado, por ter um acesso fácil a ele. Além de não construir patrimônio, isso o impede de ter recursos aos quais recorrer caso precise. Portanto, não investir pode fazê-lo perder dinheiro, desperdiçar oportunidades e afastá-lo de seus objetivos.

5 Dicas para fazer seu dinheiro render sem medo

Considerando que investir pode transformar e melhorar sua vida financeira, é preciso se livrar do medo atrelado. Para que isso seja possível, veja essas 5 dicas e saiba como perder o medo de investir!

1. Trabalhe sua educação financeira

Muitas vezes, o medo é causado pelo desconhecido — e isso também pode acontecer ao investir dinheiro. Afinal, quando você não sabe como lidar com o seu dinheiro ou com o que os investimentos representam, é normal ter receio de alocar seus recursos.

Para driblar esse obstáculo, o caminho é aumentar seu nível de educação financeira. Ela é composta por conhecimentos, técnicas e estratégias que podem ajudá-lo a ter uma relação melhor com o dinheiro e com os investimentos.

Você também pode conhecer termos financeiros e aprender a identificar oportunidades para o seu orçamento. Portanto, é um passo fundamental para melhorar a vida financeira e perder o medo.

Para isso, você pode acompanhar publicações como esta, assistir a vídeos, ouvir podcasts, ler livros e fazer cursos, por exemplo. O importante é se expor, cada vez mais, à educação financeira.

2. Saiba que tipo de investidor você é

Com mais educação financeira, você deverá conhecer o seu perfil de investidor. Essa é uma classificação que indica qual é o seu nível de tolerância ao risco.

Enquanto o conservador prioriza a segurança e tem baixo interesse em correr riscos, o moderado está disposto a equilibrar melhor risco e retorno. O arrojado, por sua vez, tem grande capacidade de suportar oscilações e outros perigos — e procura rentabilizar mais a carteira.

Ao saber em qual classificação você se encaixa, será possível fazer escolhas consistentes. Assim, será mais fácil adequar seus investimentos para não se arriscar mais que o necessário e não ficar desconfortável.

3. Monte uma reserva de emergência

Um dos principais pontos do medo de investir é o receio de precisar de dinheiro e não poder resgatá-lo. Para evitar essa situação, você deve ter uma reserva de emergência. Ela corresponde a um valor que fica disponível para o uso em casos urgentes.

Assim, haverá dinheiro em conta sem que você precise mexer em outros investimentos. Para tanto, o recomendado é que a reserva seja equivalente a 6 meses de gastos. Com esse valor separado para imprevistos, você terá mais tranquilidade para investir o excedente e buscar seus objetivos.

4. Conheça como funcionam os investimentos

Como você viu, a falta de entendimento sobre o mercado financeiro pode ser uma das causas do medo de investir. Portanto, vale a pena se aprofundar no funcionamento dos investimentos disponíveis no mercado.

Antes de fazer suas escolhas, veja como funciona a renda fixa e a renda variável, por exemplo. Também é interessante entender o impacto dos juros compostos, que são os juros sobre juros e favorecem a acumulação de capital.

Além disso, é preciso conhecer os investimentos disponíveis. Há desde alternativas com menor risco até aquelas com graus de riscos mais elevados — com potencial ampliado de ganhos para fazer seu dinheiro render.

Esses conhecimentos devem ser usados em conjunto ao seu perfil de investidor. Assim, é possível identificar o que faz sentido para a sua tolerância ao risco, permitindo que você escolha o tipo de investimento financeiro ideal para o seu portfólio.

5. Opte por diversificar os investimentos

Outra dica para ter menos receio ao investir é buscar a diversificação da carteira de investimento. A ideia é compor um portfólio com investimentos que tenham prazos e comportamentos diferentes.

Por exemplo, tendo investimentos de prazos menores você pode sentir maior segurança de alocar parte do dinheiro em alternativas com prazos maiores. Do mesmo modo, investindo na renda fixa, que é mais segura, é possível diluir os riscos de aportar também na renda variável.

Essa estratégia evita a concentração do dinheiro em determinadas condições de risco. Além disso, diante de certos movimentos do mercado, algumas perdas podem ser compensadas. Como consequência, é uma maneira de ter mais segurança e melhorar o potencial de retorno.

Agora você sabe que perder o medo de investir é fundamental para fazer seu dinheiro render de forma produtiva. Com essas 5 dicas, será possível aproveitar as oportunidades do mercado financeiro com mais consciência — em busca dos resultados mais alinhados às suas expectativas.

Está pronto para começar a investir? Entre em contato conosco da Investo e conheça o que oferecemos!

Deixe um comentário aqui =D