O mundo não para, ele muda! Entenda por que apostar na recuperação da economia mundial

Compartilhe com seus amigos:

O mundo não para, ele muda! Entenda por que apostar na recuperação da economia mundial

Quando se fala no cenário global, sempre existiram inovações e mudanças capazes de mudar paradigmas e levar a sociedade para uma nova era. Nesse sentido, é preciso saber que as alterações no mundo também impactam a economia. 

Com o avanço tecnológico, esse processo de mudança ficou ainda mais acelerado. Além disso, ele não se limita mais a certas regiões, como Estados Unidos, Japão e países desenvolvidos da Europa. Na verdade, a economia está cada vez mais globalizada, afetando todas as nações.

Desse modo, a existência de crises pode ser mais intensa — mas isso não significa que a economia mundial não consiga se recuperar. Assim, investir contando com a sua recuperação pode trazer benefícios para a sua carteira de investimentos. 

Quer saber como? Acompanhe a leitura deste artigo para entender como você pode investir com foco na economia de todo o mundo!

Por que apostar na recuperação da economia mundial?

Desde a industrialização, a economia mundial cresceu em um ritmo acelerado. Com os avanços tecnológicos do século XXI, essa velocidade aumentou consideravelmente. Nesse sentido, inovações que eram revolucionárias ficaram ultrapassadas em curtos espaços de tempo. 

Além disso, o mundo demonstrou forças para superar diversos períodos de adversidades. Apenas durante o século XX, foram duas Guerras Mundiais, além de outros conflitos e crises que abalaram a estrutura do planeta.

E a recuperação financeira foi um aspecto similar em todos esses cenários. Desse modo, mesmo com impactos negativos e incertezas acerca dos próximos eventos mundiais, a economia global conseguiu mostrar resiliência e manter seu curso de crescimento.

Um aspecto interessante dessa recuperação é o destaque para novos países. Durante muitos anos, as inovações partiam apenas dos Estados Unidos, do continente europeu e de países desenvolvidos como o Japão. Porém, esse cenário mudou diante da transformação digital.

Com inovações rápidas, economias da Coreia do Sul, Singapura, Taiwan e Hong Kong registraram crescimentos exponenciais na reta final do século XX. Esse processo levou ao surgimento de grandes companhias e rendeu o apelido de Tigres Asiáticos para essas nações. 

Também é importante saber que o Brasil faz parte dessas mudanças. O país se juntou a China, Rússia, Índia e África para o estabelecimento de parcerias comerciais entre as nações que estavam apresentando rápido desenvolvimento econômico.

Assim, é possível perceber que o mundo não para — mesmo diante de períodos mais difíceis. Logo, é válido acreditar na recuperação da economia global. E essa crença pode fazer parte dos seus investimentos no mercado financeiro. 

Como investir com esse foco? 

Como você viu, a economia do mundo está constantemente se reinventando. Inclusive, é possível perceber novos países assumindo posições de destaque a cada período. Por isso, investir com exposição mundial pode ser a melhor forma de aproveitar os processos de recuperação global.

Confira como investir com esse foco!

Identifique seu perfil e objetivos

O seu primeiro passo deve ser a identificação do seu perfil de investidor. Afinal, ele é o principal responsável por trazer clareza sobre a sua tolerância aos riscos durante a montagem da carteira e análise de alternativas disponíveis no mercado. 

Nesse sentido, existem três perfis principais. Os investidores de perfil conservador são aqueles que priorizam segurança e previsibilidade. Por sua vez, os investidores moderados buscam equilibrar segurança e risco, para aumentar um pouco o potencial de rentabilidade.

O terceiro perfil é o de investidores arrojados. Eles apresentam maior tolerância ao risco e costumam priorizar o potencial de retorno de um investimento. Assim, esse perfil assume riscos calculados para buscar mais rentabilidade.

Além do perfil, é importante traçar seus objetivos financeiros. Eles servem como os pontos norteadores para a montagem da sua carteira. Afinal, você deve selecionar as alternativas que serão capazes de levá-lo a alcançar essas metas.

Em alinhamento com os objetivos, é preciso estipular os prazos. Desse modo, você terá mais informações para guiar as suas movimentações e, principalmente, avaliar os resultados da sua carteira. 

Conheça as alternativas disponíveis

Após identificar o seu perfil e traçar seus objetivos financeiros, você deve conhecer as alternativas disponíveis para investimento. Na bolsa de valores, por exemplo, as ações estão entre as principais oportunidades do mercado.

Nesse tipo de estratégia, o seu foco é encontrar empresas que podem desempenhar um papel relevante na recuperação econômica mundial. Assim, ao comprar seus papéis, você tem chances de alcançar resultados positivos em sua estratégia.

Porém, essa alternativa limita a exposição internacional. Isso porque, para investir em ações globais, você precisa ter uma conta nos países onde elas são negociadas. Logo, pode ser um desafio conseguir uma boa diversificação.

Uma alternativa interessante e prática é aportar em exchange traded funds (ETFs). Eles são uma categoria de fundos de investimento que possuem cotas negociadas em bolsas de valores — como a B3, no Brasil —, mas podem ter exposição a outros países.

Também conhecidos como fundos de índice, os ETFs se destacam por replicar o desempenho de um indicador do mercado. Para isso, eles adotam a gestão passiva e, de forma mais comum, montam o portfólio com os mesmos ativos, derivativos ou títulos presentes no benchmark.

Dessa forma, os fundos de índice podem ser uma alternativa acessível para investir visando a recuperação da economia mundial. Com um único aporte, é comum que seja possível ter acesso a uma cesta diversificada internacionalmente, seja de ações ou de outros ativos.

Como o ETF WRLD11 pode ajudar a investir na economia do mundo?

Você aprendeu que os fundos de índice podem ser uma alternativa para investir na economia global. Caso tenha interesse na estratégia, é válido conhecer o funcionamento do WRLD11 — um fundo global que está disponível para investidores na bolsa brasileira.

Esse ETF replica o desempenho do Vanguard Total World Stock (VT), listado na bolsa de valores de Nova Iorque (NYSE). O seu benchmark é o FTSE Global All Cap Net TR US RIC: índice que acompanha diversos setores da economia global.

Desse modo, o WRLD11 conta com mais de 9 mil empresas em seu portfólio. Elas estão diversificadas considerando diferentes países e mercados. No entanto, as companhias de tecnologia ocupam a maior parcela da carteira do ETF, visto que lideram a transformação digital do mundo. 

Além da diversificação de companhias e setores, esse ETF proporciona diversificação cambial. Como ele está ligado a empresas de diferentes países, os investidores conseguem se expor a mais de 10 moedas — como dólar, euro e o iene japonês.

Como vimos, a economia do mundo não para. Por isso, apostar em um processo de recuperação econômica pode trazer resultados positivos para a sua carteira de investimentos. Nesse sentido, ETFs como o WRLD11 podem ser uma oportunidade para adotar essa estratégia. 

Quer saber mais sobre como fazer investimentos internacionais? Conheça os fundos de índice da Investo!

Deixe um comentário aqui =D